RECEBA AS NOVIDADES DO BLOG EM PRIMEIRA MÃO!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Route 66 ou Mercosul? Quanto custa cada

Desde a primeira vez que fui para os Estados Unidos, em especial para a Route 66 de moto, algo mais forte do que eu acabou me chamando para lá mais uma, outra e mais outra vez. E lá se vão alguns anos que levamos grupos para a "Mother Road"... 



E o Mercosul? E a Patagônia? E o Chile, Bariloche, Osorno, Ushuaia e tantos outros destinos "aqui" do lado? Bem... Eles estão aqui do lado. Então em qualquer feriado chego lá. Tanto que já fui uma, duas, três vezes. Sou "vizinho" do Mercosul? Sim! Então melhor das hipóteses se nos "confins" do norte de nosso continental país, basta alugar uma moto conosco e em 4 ou 5 dias estás desfrutando o friozinho de Ushuaia, que persiste ainda sendo verão. 

Mas a Route 66... Fui o primeiro a achar que era caro. Afinal, antes de mais nada a Route 66 era um "mito", era a "Mother Road", mãe de todas as estradas. Sempre foi, sempre será. A "meca" de todo motociclista. Tem de fazer ao menos uma vez na vida! Quase regra! E nada vai mudar isso, por mais que eu queira.

Eu era daqueles que também dizia que preferia ir para Ushuaia, que não via motivo para visitar os Estados Unidos, já que tinha muito para ver no Brasil, na América do Sul, que não tinha visto americano e que nem sabia como tirar, que não gostava de americano já que são muito "frios" (essa desculpa era espetacular e totalmente e sem noção!, pois dizia isto sem nunca ter ido para lá!!!) e, por fim, que lá é tudo muito caro. 

E hoje reconheço: eu estava redondamente enganado. Ou o que era pior... Tentando me enganar.

Hoje em dia viajar pelo Mercosul está tão caro (ou tão barato) quanto viajar pelos Estados Unidos. Não vou entrar no mérito e na discussão interminável do que vale o que, embora possa com propriedade pincelar que um hotel mediano por estas bandas daqui fica em torno de USD 100.00 por casal, enquanto nos Estados Unidos, no entorno da Route 66... Bom! Surpresa! Também não passa disso! Acredita? Eu não acreditava, mas vi com meus próprios olhos (ou meu próprio bolso). Gasolina? Em geral mais barata do que aqui, e com cerca de USD 250.00 você roda tanto ou mais do que aqui. Alimentação? De 30 a 50 dólares ao dia pagam boa alimentação para um casal. Em miúdos, USD 200 no máximo será o suficiente para um casal "passar bem" um dia nos EUA, rodando (gasolina, alimentação, estadia). 

Ok... Mas e a moto? E o visto? E a passagem aérea? 

Do final para o começo, uma passagem você pode usar suas milhas (ou comprar milhas), ou se for comprar, tendo paciência (e porque não, um tanto de sorte), paga em torno de USD 1500.00 para um casal (ida e volta, via Los Angeles, Las Vegas ou Chicago).

Já o visto, você tira uma vez só e vale por 10 anos (isso mesmo! DEZ anos!!!), depois só renova. Valor? USD 160.00 por pessoa. 

Por fim, a moto você consegue a depender da época do ano, por uns USD 120.00 ao dia uma excelente Harley Davidson. 

Então, para 15 dias, mais ou menos (o que é suficiente para fazer a Route 66 "de cabo a rabo"), teríamos: 

USD 320.00 (dois vistos) + USD 1800.00 (moto) + 1500.00 (passagens aéreas) + 3000.00 (hotel e alimentação = USD 6,620.00

Tudo isso para os EUA!

Vamos a Ushuaia para quem vem de SP? 

Em torno de 10.000km, 15km por litro, 670 litros, temos uns 2500 reais SÓ de combustível, hoje USD 735. Hotel não paga menos de USD 100.00 ao dia, ida e volta sem parar muito em Ushuaia, correndo bastante sem se deter em nada, 20 dias, por baixo, mais USD 2000.00 portanto. Um jogo de pneus (retas intermináveis), outros R$ 1.500,00 por baixo e outros R$ 700,00 no mínimo de manutenção da moto. Temos outros USD 650.00, portanto, e já somamos aqui USD 4085.00. Ao dia, alimentação, conte com mais USD 100.00 por dia para comer de maneira no mínimo decente. São 6,085.00. Carta Verde, USD 100.00. SOAP EX, USD 15.00. Temos USD 6,200.00, sem contar algum pneu furado e nenhum problema, o que depende de muita sorte...

Uauh... Por fim cheguei a uma "economia" de USD 400.00 e não conheci os Estados Unidos, não rodei pela Route 66, não experimentei o desafio de um novo clima, nova cultura, nova língua e... Ah... Esqueci! Desgastei a moto e tá na hora de trocar a relação dela. Xi... Foi-se embora minha economia de USD 400.00.


E então rodei pela Route 66. E voltei. Uma, duas, três vezes. Mais do que isso. E me apaixonei... Que país! Que povo! Que estrada... Nenhuma outra se compara a Route 66. Não adianta!

Você pode ter seus motivos. Você pode querer ir para Ushuaia, para o Chile, para Bariloche com SUA moto. Pode descer lá do nordeste e achar que está no lucro, afinal você rodou quase 20.000km e chegou em Ushuaia, correndo mil e um riscos por nossas estradas brasileiras, aventura, "coisital". Legal. 

Mas...

Vamos combinar o seguinte? 

Cada um faz e vai para onde quer. Mas nunca mais digo que é caro viajar para os Estados Unidos, porque não é. Vejo que não é certo inventar desculpas para o que não queremos, não pretendemos ou mesmo temos medo de fazer. Admitir nossos medos, nosso não querer ou não pretensões. Ou... Melhor de tudo e que não tem preço, encararmos nossos medos se for o caso!

Inegável é que a Route 66 é um sonho de muitos, como era o meu. Assim como Ushuaia de outros tantos motociclistas. 

E no final, não importa o preço... 

O que importa é vencermos nossos medos, desafios, desbravar novas fronteiras e realizar o sonho!

E você? Vai para onde? Ushuaia ou Route 66?

Até breve!


Crédito das fotos: 
A&K Motorcycle Rentals

PS.: Este post é uma homenagem para os amigos que irão conosco pela primeira vez para a Route 66, com coragem ímpar encarar seus maiores medos e com humanidade realizar seus maiores sonhos.


A&K Motorcycle Rentals
Aluguel de motos no Brasil e no exterior
Tour Route 66, desde 10 x USD 199.50 com aéreo*
Para cotações, consulte-nos por email.
aek@aekmotos.com 
*válido até 01/01/2017. Após, consultar valores.

Um comentário:

  1. Excelente texto, adoraria estar com vc, olhando nos olhos e sentindo o vento no rosto. Boa viagem!

    ResponderExcluir