RECEBA AS NOVIDADES DO BLOG EM PRIMEIRA MÃO!

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Acabando com o mercado de motos! Aumento dos preços ou crise?

Venho num dilema faz tempo... Desde 2014, diria. 

Tenho empresa de locação de motos, a A&K Motorcycle Rentals e fazem dois anos que não temos nenhum reajuste de preços, apesar das idas e vindas do dólar, ora batendo os R$ 4,00, ora retornando a R$ 3,50 ou menos. 


Não temos hora do dia ou da noite para atender nossos clientes. A hora é eles que determinam, combinam conosco... Não tem dia de sol ou dia chuvoso. Qualquer hora é hora. Enfim, não nos encolhemos diante de nenhuma adversidade. Não vemos dificuldades. Procuramos soluções. 

A procura caiu com a crise? A procura aumentou com o tempo que temos de empresa? Sim ou não, não é o que mais nos importa... O realmente importante para nós é que continuamos prestando um serviço com excelência, e fazendo felizes muitos clientes. 

Mas "fazer feliz" não parece ser nem de longe o mote do mercado, seja ele qual for. E às vezes não parece ser sequer vender! No mercado do motociclismo esta nossa realidade interna da A&K fica ainda mais distante, prejudicando por tabela todo mundo, até mesmo de forma direta a nós e nosso negócio, que insistimos - até quando? - em não reajustarmos nossos preços, apesar do valor das motos sofrer escalada constante.   

Há tempos vinha me perguntando - e já de mais longa data dizendo que iria acontecer - porque a indústria motociclística e em especial certas marcas "Premium" insistiram em reajustar na virada do ano o valor de suas motos em mais de 20%. Algo que eu na minha vã ignorância não conseguia conceber em um mercado nitidamente em recessão, aliás, como qualquer negócio atualmente em nosso país, onde a luta principal tem agora o foco único e exclusivo de sobrevivência e nada mais, até o momento em que - se Deus quiser e sabe-se lá quando - esta crise tenha fim. 

Conclusão do que eu desconfiava aconteceria: pelos números da ABRACICLO, as vendas caíram 30% em março deste ano com relação a março do ano passado.

Se as vendas da marca "A" ou "B" caíram? Se o segmento "Premium" continua inatingível e inabalável? Sinceramente não sei... Amigos da área juram que não, que está tudo bem e que nunca venderam tanto. Tenho minhas dúvidas. Mas o que importa? Vai que é uma outra realidade da qual estou distante. Muito embora, já que estamos tratando aqui de uma conversa sincera - que é algo que sempre procurei manter com meus leitores e clientes - o que eu tenho visto são promoções pipocando. Ora! Quem está com vendas tão boas assim não precisa pipocar promoção, e não baixa preço de sua linha de motos em quase 10%. Pois daí das duas uma: ou percebeu o tiro no pé que deu ou o reajuste que fez foi excessivo. Ou ambas alternativas. 

O que me leva a outra pergunta: se o mercado está desaquecendo, porque vai reajustar? Podem me dar todo o tipo de resposta, mas provavelmente não vou achar sincero, não vou achar justo. 

Não. O mercado de motos não vai acabar. Não. Não vamos reajustar nossos preços, não agora. Não. Não vamos fechar as portas por conta da crise. Não. Não vamos nos equiparar a concorrência como ela quer e insiste conosco.

Porque? 

Porque nunca vimos "concorrência". Porque só temos olhos para nossos clientes e sua felicidade em cima de uma de nossas motos! 


E os incomodados... Que façam suas promoções de pois de reajustar seus preços.

Eu prefiro a sinceridade. Ainda que isto tenha um preço caro neste nosso país. 

E você? O que prefere?

Até breve!


Crédito das imagens: 
1 e 4 - A&K Motorcycle Rentals
2 e 3 - Google images




Aluguel de motos BMW e Harley Davidson
Tours para Route 66 e outros destinos    
Consulte-nos: aek@aekmotos.com